Buscar
  • cristianodreisp

Baleias Francas e o Turismo de Observação na Praia do Rosa

Famosa por ser uma das baías mais lindas do mundo, a Praia do Rosa é palco de um fascinante evento natural: a reprodução das baleias francas. A região de Imbituba, Garopaba e Laguna integram a “Rota da Baleia Franca”, e são os melhores destinos para observá-las. Todos os anos, entre os meses de Julho a Novembro, as baleias francas migram da Antártica para o litoral catarinense para o acasalamento, nascimento e amamentação dos filhotes.


Características e Comportamentos das Baleias Francas

Ao contrário do que muitos pensam, as baleias não são peixes, elas são cetáceos (mamíferos exclusivamente aquáticos) que utilizam oxigênio na sua respiração, ou seja, possuem pulmões. Após inspirar, as baleias francas possuem a capacidade de ficar por até 20 minutos submersas antes de retornarem à superfície novamente. O borrifo que as baleias ejetam do topo de suas cabeças é consequência expiração do ar, no caso das baleias francas esse borrifo é muito característico, sendo projetado para fora em formato de “V”.


As fêmeas podem atingir mais de 17 metros e podem pesar mais de 60 toneladas, enquanto os machos são um pouco menores com peso em torno de 45 toneladas. A fêmea atinge sua idade reprodutiva por volta dos 7 anos, e aos 8 geralmente dá à luz ao seu primeiro filhote. A gestação dura cerca de 12 meses e o bebê nasce com, em média, 5 metros pesando de 4 a 5 toneladas, esse valor cresce bem rápido já que ele pode chegar a mamar 200 litros de leite por dia. Os pesquisadores estimam que a fêmea procria a cada três anos e o filhote passa cerca de 1 ano na companhia da mãe.


A alimentação dessa espécie baseia-se em pequenos crustáceos “Krill” que não são encontrados na costa brasileira. Portanto, entre os meses de Dezembro a Abril as Baleias Francas nadam pela região da Antártica em busca de comida, e é basicamente nesse período em que elas se alimentam e preparam-se para, posteriormente, migrarem para se reproduzir, época em que permanecem de jejum. As baleias são relativamente lentas, nadam com velocidade de 5 a 12 km/h. Não se sabe ao certo quantos anos vivem as baleias francas, mas os biólogos estimam uma média de 80 anos.


Cauda de baleia franca em evidência após um mergulho.
Cauda de baleia franca em evidência após um mergulho.

Preservação da espécie

No inverno, as baleias francas migram para as águas mais quentes do hemisfério sul para se reproduzir, com destaque para a Península Valdés – Argentina e para o litoral Catarinense. Para que a reprodução seja eficiente as baleias procuram águas calmas e rasas, longe de potenciais predadores. É de extrema importância assegurar que a degradação, o uso desregulado dos ambientes costeiros, as ações e interações humanas não atrapalhem esse processo.


Tendo em vista que as baleias francas dependem diretamente do habitat marinho e costeiro para manutenção de sua população, essas áreas receberam proteção especial. A Praia do Rosa faz parte da Área de Proteção Ambiental – APA da Baleia Franca, por esse motivo é preciso harmonizar as atividades humanas com a presença das baleias, promovendo um turismo sustentável.


O turismo de observação das baleias pode ser praticado na região de Imbituba, desde que conduzido com responsabilidade. Existem normas imperativas direcionando a atividade, incluindo a restrição de passeios embarcados em algumas áreas. A experiência de visualizar uma baleia, é incrível, de tirar o fôlego!


Turismo de observação das Baleias

A temporada de observação na Praia do Rosa é de Julho a Novembro, tendo pico de ocorrência entre o final de Agosto e início de Outubro. Caso sua viagem esteja programada para esta época, esse espetáculo natural não pode ficar de fora do seu roteiro!

É importante ressaltar que paciência e um pouco de sorte são fatores imprescindíveis para esse passeio, pois a natureza não pode ser controlada e as baleias são imprevisíveis, não marcam horário para aparecer. Contratar um passeio direcionado ou um guia especializado aumentará significamente as chances de avistamento, pois eles sabem os melhores pontos para procurar, além de ser comum que recebam informações privilegiadas sobre a localização das baleias em tempo real.


As Baleias Francas possuem hábitos costeiros, por esse motivo podem ser frequentemente avistadas, é muito comum que as aparições aconteçam em pares, mãe e filhotes. Diversos comportamentos podem ser presenciados, como a mãe expondo a enorme nadadeira peitoral, o movimento da cauda em mergulhos mais profundos e até mesmo impressionantes saltos fora d’água. Tudo isso acontece muito próximo da praia e dos costões, podendo ser visualizado a olho nu, mas utilizar um binóculo pode ser uma ótima alternativa.


Baleia Franca com seu filhote.
Baleia Franca com seu filhote.

Visitação ao Centro Nacional de Conservação da Baleia Franca – Instituto Australis

O Instituto Australis – Projeto Franca Austral (ProFRANCA) é responsável por auxiliar a manutenção das atividades do Programa de Pesquisa e Conservação da Baleia Franca, seus objetivos incluem monitorar e proteger a população sobrevivente da espécie no Brasil. É possível realizar uma visita ao Centro Nacional de Conservação da Baleia Franca, sede do ProFRANCA, ele fica localizado na praia de Itapirupé Norte, em Imbituba – SC.


Trata-se de um passeio muito interessante e educativo, lá você encontrará um observatório para avistagem de baleias, uma réplica de filhote em tamanho real, um esqueleto de baleia franca adulta de 14 metros de comprimento, esqueletos de outros animais marinhos e muito mais. Principalmente para as crianças, será uma experiência inesquecível.


As visitas são gratuitas, mas devem ser agendadas. Clique aqui para conferir todas as informações sobre a visitação e realizar o agendamento.

Esqueleto de baleia franca adulta.
Esqueleto de baleia franca adulta.

Curiosidade – Catalogação das Baleias Francas

O Instituto Australis é responsável por monitorar e catalogar todas as baleias que aparecem na região, isso é feito através de “fotoidentificação”. Esta ferramenta permite que os pesquisadores identifiquem individualmente as baleias através das calosidades que possuem na cabeça, pois essas marcas são diferentes em cada uma delas. Além disso, as baleias francas podem apresentar manchas brancas ou acinzentadas no dorso, que também podem auxiliar na distinção entre elas.


Cada baleia foto-identificada recebe um número ou um nome, e podem ser acompanhadas ao longo de suas vidas. Os pesquisadores buscam, através dessa catalogação, ampliar o conhecimento sobre a espécie. No catálogo brasileiro já consta mais de mil indivíduos listados, clique aqui e conheça algumas baleias catalogadas.

Mais informações e curiosidades sobre as baleias francas podem ser conferidas no site do Instituto Australis.


Dica de hospedagem: Pousada Caminho do Rei

Para tornar a sua viagem para a Praia do Rosa completa, escolha se hospedar na Pousada Caminho do Rei, garantia de conforto, privacidade e sofisticação. Além disso a pousada está localizada no alto do morro do Rosa Sul, o que proporciona uma vista privilegiada do mar. Na temporada de avistamento das baleias francas, é muito comum que os hóspedes consigam visualizá-las até mesmo de seus quartos. Em muitas ocasiões, durante o café da manhã, os hóspedes puderam apreciar o espetáculo natural das baleias soltando seus esguichos enquanto se deliciavam com um farto buffet.


Os colaboradores da pousada estão sempre atentos a aparições das baleias, e quando acontecem, avisam os hóspedes em tempo real para que possam viver essa experiência.


Para mais informações e reservas, clique aqui.

Vista privilegiada da Pousada Caminho do Rei para o mar.
Vista privilegiada da Pousada Caminho do Rei para o mar.


Contatos para informações e reservas:

+55 (48) 99841-7817

+55 (48) 3355-6062

caminhodorei@caminhodorei.com.br






22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo